Destaque

Recomençando

Na infância, eu não brincava de carrinhos, nem jogava bola, nem andava de bicicleta. Minha ocupação principal na vida era fazer filmes. Os bonecos do Forte Apache e daquelas coleções de soldados da Segunda Guerra eram meus atores, e a Sessão da Tarde na TV, minha inspiração.

Depois dei um tempo na carreira de cineasta. Aprendi a ler, a tomar banho sozinho, a andar de bicicleta. No inverno de 1994, já na faculdade, comecei a escrever, o que até agora resultou em alguns livros, boas amizades e um BMW na garagem [risos].

Escrever apenas livros por um tempo foi satisfatório. Mas o Forte Apache e os soldados verdes de borracha são insistentes, então, em 2010, tive que começar a estudar roteiro de cinema. E agora chegou a hora de tentar transformar destino em realidade.

Por enquanto, após algumas experiências devidamente engavetadas, tenho uma proposta de série juvenil a partir do meu livro Whatever e um longa metragem baseado no romance Lâmina cega, do grande escritor e grande amigo Luis Dill (além de uma meia dúzia de projetos na cabeça – e no papel, claro). Quem cuida dos negócios é o Matheus Colen, da Agência Origina.

CORTA PARA


Acessos: 135723


Foto de Gracele Brasiliense  

Site elaborado pela metamorfose agência digital - sites para escritores