Fortuna Critica

Contos de um mundo bizarro



Eduardo Nasi
Zero Hora (Porto Alegre, 28/08/2000)

O livro de contos Meu sonho acaba tarde marca a estr√©ia na literatura de Leonardo Brasiliense J√ļnior.

Nem sempre o que se convencionou chamar de realidade acaba sendo a melhor forma de se representar o que acontece no mundo. Muitas vezes, encontrar essa forma de narrar é o que diferencia um livro bom de outro, ruim.

Formado em Medicina pela Universidade Federal de Santa Maria, autor de O desejo da Psican√°lise (Sulina), lan√ßado no ano passado, Leonardo Brasiliense J√ļnior j√° estr√©ia na fic√ß√£o representando suas hist√≥rias a partir do potencial que a linguagem proporciona. O que √© fundamental - afinal de contas, sem uma linguagem bem utilizada, Metamorfose, de Franz Kafka, seria um conto de terror de segunda. Nos contos do autor de 27 anos nascido em S√£o Gabriel, a linguagem √© o foco do of√≠cio do escritor. N√£o s√≥ na escolha dos voc√°bulos que, adequados √†s situa√ß√Ķes, permitem a cria√ß√£o de um texto enxuto - mas, tamb√©m, e principalmente, na pontua√ß√£o. Para marcar o ritmo da narra√ß√£o, Leonardo quase exagera em pontos, v√≠rgulas, dois pontos. √Č o tom preciso para as hist√≥rias bizarras que o autor apresenta.

O autor tenta, a cada conto, desdobrar um microcosmos que possa ser visualizado pelo leitor. Pelas poucas p√°ginas de cada hist√≥ria percorrem, √†s vezes, quase uma dezena de personagens. Os contos parecem formigueiros de tanta gente que passa por eles. S√£o seres bizarros, como Mirela (menina que encontra a sua outra, Mirela O.) ou Jo√£ozinho (crian√ßa que n√£o nasceu, "Jo√£ozinho foi apenas uma possibilidade", diz o texto). No mundo ca√≥tico de Leonardo Brasiliense J√ļnior, restam muitas impress√Ķes e poucas certezas.

 

Cadastre-se para receber dicas de escrita, aviso de concursos, artigos, etc publicados no portal EscritaCriativa.com.br